Pantaneiro
Cáceres/MT

PROGRAMAÇÃO:

Formação da tropa no curral;

Encontro com as araras-azuis;

Expedições pelos pastos próximos da sede;

Acompanhar os peões em suas atividades com o gado; Tradicional churrasco Pantaneiro feito no buraco.

DIA 1 / Cuiabá - Fazenda 1:

Almoçar e partir para Cáceres + 210 km / 3 h;
Todo o trajeto teremos a companhia da Serra das Araras;
Parada no Portal de Cáceres para credenciamento;
Momento para adquirir algum suvenir local, breve lanche, pipi-stop e aquisições de mapas e informações no CAT;
Chegada ao anoitecer na Fazenda 1 + 114 km / 3 h.

DIA 2 / Fazenda 1 & Fazenda 2:
Saída para fotografar a Fazenda II repleta de araras-azuis que acompanham o veículo até as proximidades da sede;
Comunidades de 800 Capivaras, jacarés e aves de grande porte, poderão ser observadas nas quatro lagoas;

A observação é realizada à pé, entre os limpos pastos;
Após o almoço, um breve descanso para retomar as caminhadas, encerrando o dia na Fazenda 2.

 

DIA 3 / Fazenda 2 - Pousada 1:
O Terceiro dia, bem cedo, a tropa estará no curral

para ser arreada e conduzida até a Baía do Cervo.

Após o churrasco no chão, deixamos o campo para
cheirar um pouco de história e cultura local, caminhando pela Praça Barão, que integra a Catedral São Luiz de Cáceres, o Marco do Jauru, os casarios antigos e os inúmeros bares com suas mesas a céu aberto; O jantar é livre e a dica é que aproveitem a ocasião para experimentar nosso "Pintado no Espeto", servido no Flutuante Kaskata.

 

DIA 4 / Pousada I - Cuiabá:

Após o café, partiremos para o Aeroporto.

 

REFEIÇÕES:

Café da manhã 6:30 h / Almoço 11:00 h / Jantar 19:30 h

MAIO:

Alguns pastos estarão alagados;

 Céu azul, sem chuva, ótima luz e pôr-do-sol colorido.

 

JUNHO:

Diminuição da água empoçada nos pastos;

Concentração de aves em poças;

Jacarés e Capivaras nas lagoas artificiais e naturais;

Céu azul, sem chuva, ótima luz e pôr-do-sol colorido.

 

JULHO:

Possível chegada de frente fria;

Água em menor quantidade nos pastos;

Tuiuiús nos ninhos com filhotes;

Concentração de Jacarés nas lagoas e reservatórios;

 Céu acinzentado causado pelas queimadas, boa luz,

começo dos ventos.


AGOSTO:

O Pantanal começa a secar e a esquentar;

Água pouca nos pastos; Florada das Piuvas;

Jacarés migram de lagoas em busca de alimento;

Início da seca, ventos, calor e mosquitos;

 Céu enfumaçado das queimadas, sem chuva,

vento forte, média luz.

           FAZENDA I e II   
Pantaneiro

Mantear a carne para poder salgar e deixar ao sol